quarta-feira, abril 30, 2003

somente o universo e a tolice humana são infinitos
a. einstein

cometido pela Zel -

henry matisse - nude au bracelet

cometido pela Zel -

 

terça-feira, abril 29, 2003

separação, que deus os livre deste inferno

a TPM passa, mas os problemas permanecem. aquela novela dos cds, contada num dia de TPM-descontrol, continua. veja bem: se separar é sempre uma merda, é um fato. separar coisas, móveis, cds e livros é o que há de mais deprimente. no meu caso nem tanto, pois eu não separei nada, eu saí de casa e deixei tudo lá. quem separou foi ele. a questão é que sempre, sempre rola o rancor na hora de pegar coisas, a gente vai olhar o que é de um e de outro, o que foi comprado junto (o que fazer?!), o que é do outro mas a gente gosta, coisas com dedicatória, esse tipo de problema.

eu me desfiz de muitas (MUITAS) coisas quando resolvi "casar". foi um baita exercício, vendi ou doei mais de 2/3 dos meus livros, metade das minhas roupas e sapatos, alguns móveis. fiquei com o realmente era importante. separei alguns livros específicos e dei para as pessoas certas, que achei que mereciam alguns dos livros especialíssimos que resolvi tirar da minha estante. as coisas que resolvi doar, de fato doei para uma escola, que precisa mais das coisas que os meus amigos. isso pra mim se chama DOAR. do contrário, é dar de presente ou entulhar a casa dos pseudo-amigos.

muito bem... quando meu mais recente ex saiu da minha casa, foi pegar seus cds para levar embora. quando nos casamos, ele se desfez de alguns cds repetidos, pois sempre foi aquele tipo de pessoa que-não-se-apega-a-bens-materiais, sabe como é? pois é, ele diz que é desses. no entanto, na hora de se separar (diferente aliás do que fez com a ex-mulher) ele resolveu levar todos os cds sem me deixar nem olhar o que eu eventualmente queria ou o que poderia ser meu. fez o mesmo com os livros: levou os amigos-malas dele lá na minha casa pra escolher o que queriam. o que sobrou, ele deixou entulhando minha estante, o idiota. muito bem... ele acabou levando cds meus, dos quais eu gosto bastante. eu, imaginando que ele levara os cds para uso próprio (afinal, qual seria o outro motivo pra levar cds que ele SABE que eu gosto e manteria com todo prazer?), peço que ele me devolva os que são meus, por favor. e o que descubro? que ele "doou" os cds todos, incluindo os meus. "doar" pra mim sempre significou algo como levar para uma biblioteca ou escola, enfim. mas tratando-se da pessa e do histórico, desconfiei que a "doação" devia ser para mais algum dos amigos-malas (ou os mesmos, já que são BEM poucos). depois do barraco de tentar reaver meus cds e ficar PUTA por ter que passar por isso (eu podia ter sido poupada...), descubro que o fulano vai "conseguir de volta" os cds!

aham. imaginou que lá vai ele na creche das criancinhas carentes da vila pneuzinho do pé da serra pedir pra bibliotecária aquele CD do djavan de volta, né? não, não se preocupe. provavelmente ele vai é contar pro amigo-mala uma história triste de uma ex surtada que quer porque quer aquele cd (que é dela) de volta, porque afinal ela é mesmo uma pessoa tão materialista, que ele definitivamente não entende esse mundo, oh, como são as pessoas.

e me pergunto pela décima milésima vez: (1) por que com a ex-mulher (da qual ele sempre falou tão mal -- e imagino que fará o mesmo quanto a mim) ele deixou tudo, e comigo ele leva tudo embora, inclusive as MINHAS coisas? (2) por que uma pessoa tão desapegada dos bens materiais e que vai dar os cds pra um amigo não deixou tudo ali mesmo, pra que eu pudesse escolher o que queria? (3) por que caralho eu tenho o DOM de me relacionar com homens INSANOS? (4) por que ainda deixou todos os cds e livros MERDA que ninguém quis?

eu devo ter cara de palhaça, mesmo. não é possível. eu me separei em 2000 e o ex demorou 6 meses pra tirar suas coisas da minha casa. e olha, eu juro que achava que isso era um problema! hoje acho esse moço a coisa mais querida do mundo e me arrependo de ter brigado com ele. perto do que eu passaria depois, ele era mesmo a mais doce das criaturas. lá vou eu (que não aprendo) e me separo de novo em 2003 e esse ex (além de ter sido um inferno na minha vida) leva minhas coisas embora, além de entulhar minha casa com coisas que não quer mais.

mas olha, admito: NÃO FUI FELIZ, PRETENDO MELHORAR. vou escrever na lousa 8700 vezes e tentar ser melhor na próxima.

ah, sim: meus cds ainda não voltaram. se voltarem os mesmos que foram, eu definitivamente vou precisar de uma reza BEM BRAVA pra tirar toda energia ruim dos pobrezinhos. aceito receitas de bênção, de tirar olho gordo, inveja e coisas dessa natureza. obrigada.

cometido pela Zel -

 

segunda-feira, abril 28, 2003

a festa

e a festa foi tudo de bom. pessoas queridas, conhecidas e desconhecidas. pessoas bonitas, pessoas divertidas. rimos, comemos brigadeiros aditivados e semi-aditivados (graças à preguiça da rê de lavar a panela :P), bebemos, dançamos e conversamos muito.

a casa estava rosa, amarela, vermelha, todas as cores. tinha doce, tinha salgado, tinha seco e molhado. tinha o gui (lindo!) e a rê (linda!) festejando aniversário, e nós outros festejando mudanças boas e celebrando a vida. eu, especialmente, posso dizer que comecei e terminei a festa com muito prazer ;)

quem não foi, apareça na próxima e encontre as figuras dementes que sempre estão nas nossas festas. entre elas, o rapaz que tem mania de descarga. ele passava por mim e pelo fer e dizia "do caralho essa casa! puta descarga boa! faz FLUUUUUUUUUUUUUUSSSSSSSSSSHH, muita água, cara, muita água!!"

tá?

cometido pela Zel -

 
powered by blogger

renata/Female/26-30. Lives in Brazil/sao paulo/sao paulo/bela vista, speaks Portuguese. Spends 60% of daytime online. Uses a Fast (128k-512k) connection.
This is my blogchalk:
Brazil, sao paulo, sao paulo, bela vista, Portuguese, renata, Female, 26-30.