sexta-feira, março 28, 2003

essa gif é fodassa... um dia dei uma festa e precisava "decorar" uma caixa de tomate com coisas inúteis e imprimi quadro a quadro, depois colei em volta da caixa. nem sei mais o que tem nela, mas o desenho é ducaralho. do crumb e tirado daqui.


cometido pela arale -

títulos

eu sou a mulher conhecida entre os amigos como a que comeu o pão que o capeta amassou com a bunda

é. é foda...

cometido pela Zel -

pra você, querida. boa sorte!

"aquele cheiro, som, imagem do teu corpo
incendeia
eu venho carregado de saudade, vem correr na minha veia,
na veia, na veia
é como a luz da lua que atravessa a parede da cadeia,
clareia mais forte que o sol"


cordel do fogo encantado - na veia

cometido pela arale -

 

quinta-feira, março 27, 2003

porquê

e por que diabos eu tou assim, cuspindo sapos? TPM, meu bem. minha TPM agora é uma bênção: eu consigo falar sobre o que me incomoda, não fico sofrendo meses e meses. bênção pra mim, é claro. para os que me encheram/enchem a paciência, deve ser um inferno. tou assim... tolerância zero com escrotice, falta de caráter, falsidade, etc. nada mais de sapos nem girinos; pisou no calo, eu grito.

em compensação, com quem me ama e me trata bem, eu tou um dengo só, pedindo colo e abraço. é ou não é, povo-amado? :)

(críticas, só semana que vem, por favor. dirija-se ao caixa e pegue sua senha)

cometido pela Zel -

pensamentos retroativos

eu às vezes me espanto com minha capacidade de não ver certas coisas. eu tenho amigos sensacionais, sem exceção. todos eles têm características ("amigo meu não tem defeito", como diz a clau) próprias, é claro, mas com uma coisa em comum: são pessoas amorosas, carinhosas, dedicadas. elas se dedicam ao outro, dão amor, e esperam (é claro) receber. nossos encontros de amigos são sempre carinhosos, cheios de beijos e abraços e risos, massagens, comidas e bebidas. orgias sem sexo (nem sempre TÃO sem sexo, aham), muito carinho e doçura. procuro sempre que possível agregar essas pessoas, trazê-las para perto, apresentar umas para as outras, e assim, eventualmente, trazer pessoas novas para o "grupo".

a verdade é que só se agrega quem tem alguma coisa em comum com esse modo de vida. eu já tentei agregar pessoas que nada tinham a ver com esse espírito, e deu errado. é como se essas pessoas "destoassem" do resto. elas causam incômodo, um ou outro sempre se sente mal perto destas pessoas. aprendi a respeitar a opinião do "grupo". quando um de nós não está à vontade com a pessoa, eu já fico de antenas ligadas, observando...

há alguns meses recebi especificamente três pessoas na minha casa, no meu convívio, por "extensão". elas foram convidadas a entrar na minha casa, a conhecer meus amigos, a participar de festas que eu realizo com o objetivo de ver pessoas felizes e ficar também eu mais feliz. estas pessoas, no entanto, entraram na minha casa já com prevenção contra mim, e saíram da minha casa falando mal de mim e dos meus amigos. questionando inclusive o fato de muitos deles serem gays! foram mal-educados com pessoas que eu amo, foram falsos comigo e com meus amigos, promoveram um show de intriga, de mentira, tudo isso disfarçado em sorrisos. pessoas medíocres no papo -- falam muito e dizem pouco --, xiitas nas crenças, duvidosas no gosto, falsas nas relações, do tipo que vai às festas provavelmente para poder falar mal. daqueles que chegam a um jantar de mãos vazias, com 3 ou 4 horas de atraso e ainda acham que fizeram um favor aos donos da casa. sem-educação, sem-noção, sem-graça nenhuma.

diz o ditado: diga-me com quem andas e te direi quem és. de fato, não se misturam água e óleo, mas eu bem que tentei. seja por educação, seja por amor por extensão, tentei. e me dei mal: além de ter causado desconforto a algumas pessoas queridas que foram agredidas por essa gente, eu mesma engoli alguns desaforos e ainda saí sendo mal-falada. sim, os fulaninhos ainda têm a cara-de-pau de sair da minha casa falando mal de mim, dos meus amigos. mas pela frente é todo mundo só sorrisos. e eu, mesmo sabendo de que tipo de pessoa se tratava, engoli mais uns sapinhos pra coleção, e deixei ficar.

e hoje eu tou MUITO feliz, por um motivo simples: desentalei todos, TODOS os sapos que engoli por causa dessa gente. desentalei com o dono dos sapos, um a um. agora eles habitam a lagoa alheia e não mais meu sistema digestivo (já estava entupido). como não existe mais a necessidade de "aturar" por extensão, ah... eu quero muito que eles fiquem todos juntinhos, como merecem, todos do mesmo naipe. que eles se FODAM. gente chata, medíocre, sem-graça, mal-educada, eca. e é até bom que as pessoas se dividam em grupos, assim todo mundo se encontra nesse mundo. o meu grupo é o das pessoas com alegria de viver, o povo das festas e risos.

falando em festa, em breve, FESTA DE INAUGURAÇÃO. do quê? só conto quando rolar. aguardem.

cometido pela Zel -

 

quarta-feira, março 26, 2003

decepção...

...é quando o ex da gente se agarra naquela baranga mais escrota logo depois que termina com a gente. sabe aquela mais pançuda, mais chata, mais insuportável? a gente pensa duas coisas: meu deus, o coitado pirou ou meu deus, eu é que tava com a pessoa errada.

simplesmente me recuso a pensar na terceira possibilidade, que é eu sou uma imbecil. a quarta, então (que ninguém ouse sequer cogitar) eu desconsidero por vaidade-descontrol -- é, ele gosta mesmo de baranga...

:)

cometido pela Zel -

EXTRA! EXTRA!

a musa pop sem miséria mostra os peitos na internet! e pra divulgar a putaria-cabeça, aí vai o banner, afinal, não é todo dia que podemos agradar a psiquê dos nossos leitores...(e soltar a franga)
disconcordo.

cometido pela arale -

a-m-e-i



nova moda no japão, são saias com desenhos de bunda com calcinha, dando a impressão de que a saia é transparente. não é TUDO? vi aqui. sensacional! eu preciso disso pra viver... :)

cometido pela Zel -

 

terça-feira, março 25, 2003

querida, nesse dia que é seu, te desejo o que mais valorizo, um amor como esse, ou como qualquer outro, mas que te faça feliz como merece. vc é linda e essa música é meu presentinho pra você!

Mar e Lua
Chico Buarque/1980
Para a peça Geni de Marilena Ansaldi

Amaram o amor urgente
As bocas salgadas pela maresia
As costas lanhadas pela tempestade
Naquela cidade
Distante do mar
Amaram o amor serenado
Das noturnas praias
Levantavam as saias
E se enluaravam de felicidade
Naquela cidade
Que não tem luar
Amavam o amor proibido
Pois hoje é sabido
Todo mundo conta
Que uma andava tonta
Grávida de lua
E outra andava nua
Ávida de mar

E foram ficando marcadas
Ouvindo risadas, sentindo arrepios
Olhando pro rio tão cheio de lua
E que continua
Correndo pro mar
E foram correnteza abaixo
Rolando no leito
Engolindo água
Boiando com as algas
Arrastando folhas
Carregando flores
E a se desmanchar
E foram virando peixes
Virando conchas
Virando seixos
Virando areia
Prateada areia
Com lua cheia
E à beira-mar

beijos, namoradinha!

cometido pela arale -

registros



foto tirada no carnaval pelo fer e pela carol. tem mais lá no meu blog.

cometido pela Zel -

tenho que tomar cuidado pra não passar a vida pensando: eu era feliz e não sabia.

cometido pela arale -

The Beatles: In My Life (Rubber Soul)

There are places I'll remember
All my life though some have changed
Some forever not for better
Some have gone and some remain
All these places have their moments
With lovers and friends I still can recall
Some are dead and some are living
In my life I've loved them all

But of all these friends and lovers
There is no one compares with you
And these memories lose their meaning
When I think of love as something new
Though I know I'll never lose affection
For people and things that went before
I know I'll often stop and think about them
In my life I love you more

Though I know I'll never lose affection
For people and things that went before
I know I'll often stop and think about them
In my life I love you more
In my life I love you more

cometido pela arale -

 

segunda-feira, março 24, 2003

Bom tempo
Chico Buarque/1968

Um marinheiro me contou
Que a boa brisa lhe soprou
Que vem aí bom tempo
O pescador me confirmou
Que um passarinho lhe cantou
Que vem aí bom tempo
Dou duro toda a semana
Senão pergunte à Joana
Que não me deixa mentir
Mas, finalmente é domingo
Naturalmente, me vingo
Eu vou me espalhar por aí

No compasso do samba
Eu disfarço o cansaço
Joana debaixo do braço
Carregadinha de amor
Vou que vou
Pela estrada que dá numa praia dourada
Que dá num tal de fazer nada
Como a natureza mandou
Vou
Satisfeito, alegria batendo no peito
O radinho contando direito
A vitória do meu tricolor
Vou que vou
Lá no alto
O sol quente me leva num salto
Pro lado contrário do asfalto
Pro lado contrário da dor

Um marinheiro me contou
Que a boa brisa lhe soprou
Que vem aí bom tempo
Um pescador me confirmou
Que um passarinho lhe cantou
Que vem aí bom tempo
Ando cansado da lida
Preocupada, corrida, surrada, batida
Dos dias meus
Mas uma vez na vida
Eu vou viver
A vida que eu pedi a Deus

(com duplo sentido sim, e daí?)

Estou aqui! Se tudo correr bem, a inspiração volta.

cometido pela ladybug -

isso sim é manifesto. assine também esse abaixo-assinado contra a guerra! dica do menino-pirulito.


cometido pela arale -

Me Comovem

Me comovem
tuas mãos limpas
e tua boca suja

Eliane Pantoja Vaidya

(sim, é pra você mesmo)

cometido pela arale -

era uma vez um czar naturalista
que caçava homens.
quando lhe disseram que também se caçam borboletas e andorinhas,
ficou muito espantado
e achou uma barbaridade.

(anedota búlgara, C.D.A)

*

poema para os tempos de guerra.

cometido pela Zel -

 
powered by blogger

renata/Female/26-30. Lives in Brazil/sao paulo/sao paulo/bela vista, speaks Portuguese. Spends 60% of daytime online. Uses a Fast (128k-512k) connection.
This is my blogchalk:
Brazil, sao paulo, sao paulo, bela vista, Portuguese, renata, Female, 26-30.